Bom dia, hoje é Segunda, 21 de Outubro de 2019. Clique Aqui para login.
Indicator_red
Actualidade Nacional

Mais uma vez uma brilhante participação de Portugal nas Olimpíadas Internacionais de Geologia.

"Diário de uma epopeia"

1 - dia 23 de Agosto

A viagem correu bem, sem atrasos nem percalços, e pelas 6:00 AM do dia 25 de Agosto (22:00 de dia 24 de Agosto, em Lisboa), chegamos a Incheon, um dos aeroportos que serve a cidade de Seoul, capital da República da Coreia. Seguiu-se uma viagem de uma hora para o centro de Seoul. À chegada ao hotel, que nos acolheria de 25 para 26 de Agosto, verificamos (tal como esperado), que não poderíamos tomar posse dos quartos, por ainda ser muito cedo.
Deixamos a malas no Hotel e fomos rumo ao Centro Histórico de Seoul.
Após o almoço numa zona histórica e também após o primeiro contacto dos nossos jovens com a cozinha sul coreana (picante q.b.), regressamos ao Hotel. Após tomarem posse do quarto, houve tempo para que os nossos jovens estudantes conhecessem o cientista Sul Coreano, Sang-Mook Lee, que colabora com Portugal, no estudo dos recursos minerais dos fundos oceânicos, e que muito recentemente visitou Lisboa, a Faculdade de Ciências de UL e o Centro Ciência Viva do Lousal. O nosso colega Sang-Mook Lee teve a amabilidade de vir visitar a delegação Portuguesa ao Hotel onde estava instalada e claro que houve a possibilidade de obter a prova fotografia desta já longa e profícua colaboração internacional.? 
Amanhã, 26 de Agosto de 2019, a delegação portuguesa nas IESO 2019, será recebida pela organização das IESO 2019 e iniciará a viagem de aproximadamente 3 horas para Daegu.

2 - dia 26 de Agosto

No dia 26 de Agosto por volta das catorze horas, a comitiva portuguesa partiu de Seoul em direção a Daegu, onde chegou por volta das dezanove horas. Depois de fazer o registo e, oficialmente, iniciar a sua participação nas IESO 2019, foi tempo de descansar. A primeira noite dormida, aparentemente de forma normal, como se o jet lag de 8 horas já estivesse ultrapassado !?...
O dia 27 de Agosto começou cedo com o pequeno-almoço a ser servido logo a partir das 6:00 AM. Seguiram-se preparativos e viagem para o local da cerimónia oficial de abertura das IESO 2019, que teve início às 10:00.
Nesta edição as IESO regressaram ao seu local de origem, Daegu, na República da Coreia, que em 2007 reuniu 7 países participantes para a sua 1ª edição. Nesta 13ª edição participam 43 equipas em representação de 41 países, num total de 320 pessoas, distribuídas da seguinte forma: 163 estudantes, 18 estudantes convidados, 84 mentores e 55 observadores. A cerimónia oficial de abertura foi a prova da dimensão que esta iniciativa já atingiu. O cortejo dos 41 países, inscritos, representados pelos seus estudantes exibindo, orgulhosamente, a bandeira do seu país, constituiu o momento mais alto do dia. A cerimónia e a grandeza de que se revestiu foi muito importante para todos os estudantes, sem exceção. Se por um lado esta participação representa um prémio da elevada prestação que tiveram nas suas competições nacionais, ficou igualmente evidente que a sua presença nas IESO, para além da responsabilidade naturalmente associada a uma competição internacional em nome do seu país, encerra igualmente o reconhecimento e a gratidão para com as pessoas e instituições que tornam isso possível.
A cerimónia terminou com um almoço requintado. Após o almoço, os estudantes partiram para uma excursão cultural e os mentores e observadores iniciaram a primeira de uma série contínua de reuniões de júri, que se prolongarão, de forma contínua, por dois dias e meio, para discussão, preparação e tradução dos testes teóricos e práticos.

3 - dia 30 de Agosto

No dia 29 de Agosto os estudantes realizaram a prova teórica, que consistiu de 4 exames associados 2 a 2. Da parte da manhã realizaram a primeira parte e da parte da tarde a segunda parte. A 30 de Agosto os estudantes realizaram as provas praticas, que consistiram em 4 provas distintas que incluíram trabalho de campo e trabalho laboratorial. Durante este período não existe qualquer tipo de comunicação entre mentores e estudantes. Sabemos que eles estão bem,? através de informações que a organização nos passa e pelo jornal das IESO 2019 (Newsletter – IESO 2019 – Times). 
Amanhã, dia 31 de Agosto, regressaremos ao contacto com os estudantes e teremos mais notícias, de viva voz, para partilhar. Iremos estar com os estudantes no trabalho de campo designado como ITFI – International Team Field Investigation. Será um dia memorável pois iremos acompanhá-los, à distância, fazendo visitas aos 3 diferentes locais no terreno, onde estarão a trabalhar nas suas equipas internacionais.

4 - dia 1 de Setembro

*   ITFI – International Team Field Investigation
** ESP – Earth System Project
As provas ITFI e ESP são provas em equipa que integram estudantes, sempre, de países diferentes, sem repetição.
No ITFI é realizado um trabalho de campo e posteriormente á feita uma apresentação oral de 15 minutos para um júri constituído pelos mentores dos diferentes países participantes. Seguem-se 5 minutos de discussão, com perguntas e respostas, entre o júri e a equipa de estudantes. Para esta prova não é permitido realizar qualquer pesquisa, pelo que a mesma reflete a reunião da colheita de dados no campo com os conhecimentos dos estudantes. A apresentação é normalmente realizada com um suporte digital, normalmente uma apresentação powerpoint, produzida pela equipa.
No ESP estas mesmas equipas recebem um tema para investigar que, na sequência dos resultados obtidos, levam à produção de um poster científico estruturado. A avaliação é novamente realizada por um júri, constituído por mentores de vários países participantes. O poster é inicialmente analisado pelo júri. Na sequência dessa ação o júri interage com a equipa, colocando questões e obtendo respostas, sempre discutidas pela equipa, que permitem realizar a avaliação deste trabalho.
Durante o dia de ontem (dia 31 de Agosto de 2019) os estudantes estiveram em Samrak-ri, Jinju Pterosaur Footprint Exhibit Hall – Museu ainda não inaugurado, nem aberto ao público) e em Gyeongnam Science Education Center.
Por aqui, na República da Coreia, o dia 1 de Setembro já vai a mais de meio, quando em Lisboa o sol acabou de nascer. Os nossos jovens já estão a dar o seu melhor, integrados nas suas equipas internacionais, para apresentar os resultados da ITFI e ESP. Ao final do dia iremos visitar um Science Festival que foi programado para acontecer no mesmo espaço onde estão a decorrer as IESO.
Os mentores também já reviram as provas dos seus estudantes e já foi feita a análise da atribuição das medalhas, referentes às provas individuais das IESO 2019. Nada ainda pode ser dito. Amanhã serão dados a conhecer os resultados finais das IESO 2019.

À chegada ao aeroporto de Lisboa. Da esquerda para a direita: Álvaro Pinto, Maximilian Keizer, Francisco Azevedo, Diogo Teixeira e Jorge Ferreira

Introduzido por: WebMaster em 2019-09-03 20:09:09

Conferência e Debate "A (in)sustentabilidade dos Recursos Minerais" - IAIN STEWART - convidado da SG.

LOUSAL, GRANDOLA
20 DE NOVEMBRO DE 2019

PROGRAMA PRELIMINAR
Sessão da Manhã
- Receção / Icebreaker
- Apresentação do Evento
- Apresentação do Livro “A Mina em que vivemos”, da autoria de Sofia Pereira
Pausa para almoço
Sessão da Tarde
- Percurso Mineiro e visita a uma galeria subterrânea recuperada na Mina do Lousal
- Palestra por Iain Stewart
- Mesa Redonda
- Porto de Honra e Encerramento

ALMOCO BUFFET
   O almoço terá lugar no Restaurante Armazém Central, em regime buffet com uma oferta gastronómica
tipicamente alentejana.
   Preço: 20 €

COMO CHEGAR?
De Autocarro (organização)
   Saída de Lisboa – Gare do Oriente: 8:30h
   Regresso a Lisboa – Gare do Oriente: após o encerramento do evento
   Preço: 10 €
   Indicar se pretende esta opção de transporte no formulário de inscrição.
De Carro
   Vindo do Porto ou Lisboa: A2 saída Beja/Ferreira. Siga em direção a Ourique/Faro. Cerca de 9 kms depois,
vire à direita na indicação “Arqueologia Industrial – Lousal”.
   Vindo do Algarve: A2 saída Aljustrel. Siga em direção a Santiago/Sines. Siga, à direita, a indicação
“Mimosa”. Cerca de 10 kms depois, vire à esquerda na indicação “Arqueologia Industrial – Lousal”.
De Comboio (CP intercidades)
   Estações: Grândola (30 km) e Ermidas-Sado (5,8 km)
   Visite condições especiais: https://www.cp.pt/passageiros/pt/descontos-vantagens/vantagensparcerias/
ciencia-viva

CONTACTOS
Sofia Pereira - ardi_eu@hotmail.com
Mais informações em Sociedade Geológica de Portugal (https://socgeol.org/;
https://www.facebook.com/sociedadegeologica.deportugal)

Introduzido por: WebMaster em 2019-10-06 20:10:49

Notícias Breves
Apoios e Parcerias
Logo_fct_mctes_vertical     Logo_aegs
Iageth_logo Inqua-logo2
Logo